domingo, 10 de fevereiro de 2019

A leveza de ser e estar

          Depois de um tempo de coração partido, a gente percebe que tá tudo bem. Entende que tem muita coisa que acontece e simplesmente acontece. Não dá pra controlar tudo e só de tentar me vi louco, por vezes. Ao começar a me libertar disso, começo a sentir a leveza de simplesmente ser. Isso é algo que eu dou muito valor porque a delicadeza envolvida é grande e conforta. É sobre se perdoar e se preparar para cuidar de si. Eu sou tudo o que eu preciso e com isso posso ganhar o mundo. Quem vem comigo, vem porque quer e porque gosta. Não há obrigações por aqui.
          Tem hora que a bad pega de jeito e aí não tem vexame em balcão de bar que segure. Mas perceber quem te cuida é algo engrandecedor. Em meio a planos desfeitos e cafés que esfriaram, há sempre uma nova oportunidade de ser. Incentivar a criança que em algum momento foi silenciada por uma onda conservadora de descrença ou de maldade mesmo. Sê tudo aquilo que se quis em tempos não tão antigos.
          Nossa passagem aqui é tão complicada assim porque temos uma enorme dificuldade em entender que ela não é mais do que isso: passagem. Que o ser é muito diferente de estar e que o maior vínculo é o que a gente cria com a gente mesmo através das trocas com as pessoas que nos passam. Muitas delas nos deixam tesouros preciosos como uma pochete com bilhetes carinhosos, a maquiagem fluorescente no cruzeiro ou mesmo os cafés na beira da estrada. Essas, a gente carrega consigo na nossa jornada individual, tal qual elas também o fazem. Esse é o grande barato da vida. Perceber e sentir-se acerca de si, sem projeções ou dependência de fazê-lo por causa de qualquer outra pessoa.
          Eu não sei amanhã, mas hoje tá tudo bem. Viagem.

22 comentários:

  1. Que texto maravilhoso! É isso mesmo, tá tudo bem!

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem ? Bela reflexão, na vida é tudo uma aprendizagem. Com o tempo tudo fica mais simples .

    ResponderExcluir
  3. Amei sua reflexão. Sei que nosso tempo nessa vida é curto para tudo que queremos, então tento viver da melhor maneira. Minha frase da vida é Não quero morrer sem cicatrizes. E claro, respeitando o próximo. Somos extremamente adaptáveis, mas respeitarmo-nos uns aos outros é o essencial... respeitar principalmente os sentimentos do outro.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso respeitar os sentimentos dos outros e os nossos próprios.
      É muito profunda essa sua frase de não querer morrer sem cicatrizes. Tem muito significado e faz refletir mesmo.

      Obrigado!

      Excluir
  4. oi!
    Existem coisas que acontecem em nossas vidas que são necessárias, acredito que tudo tem um motivo e com certeza aprendemos com isso...

    ResponderExcluir
  5. Cara, adorei o que você escreveu! Muito real e com muito sentimento. Eu ando tentado ser da vibe do "tá tudo bem", mas tá dificil, mas eu tô tentando!
    Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não desista! A vibe do tá tudo bem é exercício e auto conhecimento diariamente.
      As coisas vão se encaixar, cê vai ver ♥

      Excluir
  6. Olha
    eu não tava emocionalmente preparada pra esse "Muitas delas nos deixam tesouros preciosos como uma pochete com bilhetes carinhosos, a maquiagem fluorescente no cruzeiro ou mesmo os cafés na beira da estrada."
    Tesouros preciosos que a gente troca a cada texto, a cada leitura, a cada palavra de carinho e incentivo.
    Quando a gente entende que é só passagem, a percepção de que nenhuma dor é eterna conforta e estar sofrendo nao é ser sofrido. Estar mal não e ser infeliz. Sao viagens. Às vezes para dentro do outro, e as vezes a gente não gosta do que vê. No fim das contas sempre podemos voltar pra casa. Pro nosso lar. Aqui, dentro da gente.

    Te amo pra sempre, meu tesouro precioso ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, Beca! Você sempre completando tudo tão bem!
      Estar sofrendo não é ser sofrido e estar mal não é ser infeliz. É isso.
      Sou grato demais pelas nossas trocas e tenho plena consciência do quanto me enriqueceram e me poetizaram mais.
      Você também é meu tesouro precioso e assim como essas trocas, tantas outras ainda hão de vir.

      Excluir
  7. Que texto e reflexão maravilhosos! Me peguei pensando e refletindo, enquanto lia cada pedacinho dele. Me identifiquei com o trecho da pochete, me lembrei da lembrança que me pai me fez com uma que foi dele por tempos.

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    ótimo texto e me identifico, quem quer vir com agente, vem porque gosta de nós, as vezes a gente tenta ser outra pessoa para caber no mundo de outra, o famoso agradar né. Adorei o texto!

    beijos!

    ResponderExcluir
  9. É importante a gente entender que não temos o controle de tudo. A ansiedade tem muito a ver com o sentimento de querer controlar todas as coisas. Sensação de impotência.

    Bem interessante sua reflexão!

    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
  10. Olá
    É uma linda reflexão, hoje em dia estamos sempre precionados a viver vidas que não são a nossa, para parecer isso ou aquilo nas redes, e esquecemos de viver de verdade.

    ResponderExcluir
  11. Que auto reflexão! Que monólogo perfeito, didático e engrandecedor! Amei teu post e os ensinamentos por traz dele. Concordo com vc que aceitar quem e como se é, é um caminho seguro para a felicidade!!!

    ResponderExcluir
  12. Pois é meu amigo, vivendo e aprendendo. Belo post, bem reflexivo. Parabéns!!!

    ResponderExcluir