segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Músicas atemporais da minha vida: Unusual You - Britney Spears

     Me perguntava quanto tempo levaria até ter uma música da Britney por aqui. Acontece que ela é dona de tantas músicas que me fazem trilha, de uma maneira bem singular, que mesmo ter as eleitas torna a decisão difícil. Mas difícil mesmo é ouvir Unusual You e não se apaixonar. Pela letra, pela melodia, pela suavidade da voz.
     Unusual You faz parte da composição do album Circus, lançado em 2008. Apesar da temática do album, a música acaba, até de certa forma, destoando um pouco das demais. Numa análise completa, ela tem seu lugar de encaixe perfeito na seleção final das faixas, mas sempre senti que, individualmente, ela se destacava das demais. O album ainda conta com outra baladinha e mais uma mid tempo, o que o faz bem gostoso de ouvir sequencialmente.

"been so many things when I was someone else
boxer in the ring trying to defend myself
in the private eye to see what's going on
(that's long gone)"

     A música fala sobre um amor incomum. Daqueles em que você entra já achando que tá datado, que vai se destruir no processo e, de repente, tudo dá certo. Analisando bem, cê meio que percebe que esperar certas coisas ruins são parte de traumas causados por relacionamentos anteriores. Quem vem depois não tem responsabilidade nenhuma pelo que quer que a gente já tenha passado, mas a gente meio que projeta isso inconscientemente. Unusual You nos mostra que estamos errados. Fala sobre o clímax de uma relação saudável, plena.
     O instrumental, que intercala um piano com notas maravilhosas e alguns sintetizadores, te passa uma sensação de libertação, de leveza. Mas não uma leveza simples. É quase como se você estivesse na ponta dos pés, prestes a voar. A sensação de redenção diante do relacionamento e como ele aflorou os seu sentimentos consigo mesmo. A suavidade da voz e as metáforas na letra, carregada de sentimento, fazem uma combinação harmoniosa e te fazem sorrir, acreditar. Esperança.
"tables are turning
my heart is soaring, you'll never let me down
answer my call, here after all
never met anyone like you"

     Essa é a típica música que vai me arrepiar todas as vezes em que eu ouvir. Quem convive um pouco mais comigo sabe como sou todo amor, talvez até demais. E ter uma música com tantas camadas de envolvimento como essa pra chamar de minha é uma das delícias de ser tão sentimental.
     Eu sempre costumei dizer que apenas identificaria alguém com essa música quando eu sentisse que havia encontrado A pessoa. Alguém que me fizesse sentir de verdade, que me ajudasse a ser, que crescesse comigo e me mostrasse coisas que jamais sonhei existir. De quando me identifiquei nessa música em 2008 até hoje, sempre seriam os olhos de gatinho. Completude.
     O cd single é fanmade. Infelizmente a música nunca foi lançada como single oficial, e por isso nunca ganhou uma versão física nem videoclipe. Muito satisfeito eu ficaria por vê-la representada num video. Quem sabe eu mesmo o faça algum dia?


Citações favoritas: "can't believe that I almost didn't try when you called my name, now everything has changed" e "been so many thing when I was someone else''

Nenhum comentário:

Postar um comentário