quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Observadores

     Dois observadores, de longe em seus próprios caminhos. Viajantes, um trilha um caminho extenso de terras e diferentes tribos. O outro, ainda a pequenos passos, começa a descobrir toda a imensidão dos povos e das galáxias. Diferentes jornadas que se encontram num espaço de tempo.

     - Ciro veio visitar o Circo.

     Talvez Marino, talvez Corda. O nome não é de muita certeza, não. Bono carrega o mistério. Também carrega a bagagem de outros e revela pouco sobre si, mas se espicha mais por outro mistério ver. Precisa bem conhecer. E esse foi o principal ponto de acontecimento na linha de seguimento, para que os viajantes se cruzassem, enfim. Do circo de Ciro, Bono aprendeu trapézios, histórias, risadas. Dos povos das galáxias de Bono, Ciro ouviu sobre o escuro e as estratégias de se vencer por contornar. Tempos difíceis das jornadas, compartilhadas por entre risadas. Sussuros no picadeiro escuro como se ninguém ao redor pudesse escutá-los. Apesar de sozinhos, as confidências em tom baixo faziam-se necessárias por causa da lua. O tom da lua sobre os dois deixava tudo meio mágico. As histórias, narradas com empolgação e mistério em doses certas, criavam um novo cenário com os objetos deixados ali. Corriam por entre as cadeiras gritando e contando empolgados.
     O circo ficou. Mais tempo do que jamais ficara em outras cidades por aí. A bagagem dos outros de Bono foi ficando sempre guardada num canto. Os nomes de Ciro também. Mas era necessário partir, seguir. O show de todo artista tem que continuar, a próxima tribo ficava distante e o caminho bem longo.
     A medida que a data da partida se aproximava, os observadores observavam cada vez mais um ao outro e a si mesmos. As histórias silenciavam, diminuíam os tons. As corridas já não haviam mais e a lua já não banhava tão brilhante assim.

     - Me observava observar você. Bad timing, afinal constrói peças e mundos por aí. - Bono disse com um beijo no rosto.

     O circo segue. Bono parte.

22 comentários:

  1. O que dizer.
    Johnny.
    O que dizerrrrrrrrrrrrr
    Primeiro: eu preciso de mais textos, porque vir aqui depois de uma semana (por semanas) e não encontrar textos novos, revivendo os antigos é de partir o coração.

    Gosto de quem observa.
    Observei eles. Seria pecado dizer que... shippei?
    Talvez não, significaria que mergulhei o bastante na história para ter sentimentos pelos personagens, sim?
    "O circo segue. Bono parte." Preciso dizer que isso soou tão poético. Tão bonito.

    Compartilhar bagagens, ajuda a diminuir o peso, né. Tem coisas que a gente não precisa carregar sozinhos, ou continuar carregando pra sempre, eu acho.
    Queria que o circo tivesse ficado mais.
    Bad timing.
    Porque o circo segue e Bono parte.
    Queria eu saber o que ele observou ao se observar, tarefa difícil, enxergar-nos.

    As you know, aguardo mais contos.
    Mil beijos da sua fã. hdajsl
    s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beca! Você é sempre maravilhosa demais! Eu prometo voltar com a frequência - sério.

      Gosto de como você - me - observa. O cuidado e carinho em como lê cada uma das palavras dos textos revela muito sobre você também. Gosto sempre das suas interpretações, pois se envolve. Pecado seria ser rasa, mas desse mal você passa bem longe.

      As bagagens compartilhadas dos outros, tanto de Ciro quanto de Bono, são interessantes quando colocadas juntas. Muitos caminhos até esse encontro. Tem coisa que a gente não precisa carregar sozinho, e, se dá um pouco pra alguém, agora um alguém mais carrega - também.

      Talvez ao observar-nos descubramos coisas inéditas sobre nós mesmos. Essa é quase uma certeza iminente. Talvez ao se observarem tenham percebido a necessidade da partida do circo, o que resulta na partida (não tão literal assim, perceba) de Bono. Percebido, ainda que sem concordar.

      As you know, te aguardo sempre aqui. Como sei que me aguarda na beira da estrada com uma xicará sempre quente de café.

      Excluir
  2. O circo ficou mais tempo do que jamais ficara em outras cidades, mas será que de fato ele ficou tempo suficiente onde estava???
    Amei o texto ;)
    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão do tempo suficiente é tão relativa... Será que ficou? Acredito que não. Acho que nunca saberemos.

      Que bom que gostou! =)

      Excluir
  3. Adorei o texto, foi fluido, muito bem escrito, com uma escrita fácil de se ler... Bom, meus parabéns👏👏 Bjuus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom demais quando somos levados pelo texto. Que bom que gostou!

      Excluir
  4. Amei o texto! Circo segue, bono parte. É tão profundo, que conseguimos enxergar a vida dele através do texto. Muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que delícia! Houve vida. Circo é tudo de bom.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  5. Cara, viajei no texto...excelente, muito bom.
    Vou dar uma olhada nos seus outros escritos, pois fiquei curioso com o seu jeito de escrever.
    Sucesso, abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa boa de se ler hahaha
      Espero que goste dos outros. Cada um tem sua particularidade. Alguns como contos, outros como textos.
      Pode revirar o baú =)

      Excluir
  6. Cara que irado <3 você já pensou em escrever um livro de contos? Adorei mesmo, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um livro de contos seria algo interessante, né? Gosto da idéia!
      Muito obrigado <3

      Excluir
  7. Nossa, que texto! Não conhecia teu blog mas já to lendo os outros aqui, to adorando! Texto profundo, cheio de mistérios e reflexões, daqueles que eu poderia ler VÁRIOS <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia, Liz! Fico genuinamente feliz por isso.
      Obrigado, espero que goste do que mais encontrar por aqui <3

      Excluir
  8. Nossa você escreve bem consegue prender facilmente na historia e nos faz imaginar cada cena, o seu blog me deixa intrigada a querer conhecer mais sobre seu mundo particular.Sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem muitos mundos no meu mundo particular. Tento externar um pouco deles por aqui. Que bom que você gosta!
      Obrigado pelo carinho <3

      Excluir
  9. Nossa que demais, adorei o texto bem escrito.

    ResponderExcluir
  10. Bem diferente seu texto.
    Gosto da forma que tu escreve. Bjs

    ResponderExcluir
  11. Eu achei que eles iam ficar juntos e serem felizes para sempre, mas a vida dá dessas.
    Há quanto tempo não vemos textos por aqui, né non? Hahaha! Espero que você volte a postar mais.
    E obrigada pelo carinho imeeenso que você tem pelo meu blog. É recíproco <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ''Mas a vida dá dessas.'' hahahaha! A vida dá dessas mesmo, gostei dessa colocação.
      Andei um pouco parado. Inspiração vai e vem e às vezes a gente se desencontra pelos mundos, mas aqui estamos de novo. Bora fazendo, né?
      Seu blog é uma delícia! Vocês foram ótimos achados nessa blogosfera enorme <3

      Excluir